dez 1, 2010 - Fragmentos    15 Comments

Mensagem de Natal

Registra a tradição que três magos, do Oriente, seguiram uma estrela, até Belém, na Judéia, para a adoração do Messias… A lenda, que é a história imaginária, os tornou “reis magos”. Eram apenas astrólogos. Depois, quiseram fossem eles representantes das raças: Melchior descendente de Cham, africano, negro. Baltazar de Sem, asiático, amarelo, e Gaspar descendente Jafet, europeu, branco. E a América? Porque desconhecida dos homens de então, não adorou o menino-Deus… É assim, são os homens que fazem a história, ou criam as lendas…

Para a reverência, cada um levou o seu presente: Gaspar, o branco, deu-lhe incenso, reconhecimento à sua divindade. Baltazar, o amarelo, ofertou-lhe ouro, a realeza, a soberania, o interesse do mundo, Melchior, o preto, trouxe-lhe mirra, o atributo humano, que embalsama, na morte…

Depois, já temendo represália de Herodes, partiram… A humanidade seguiria o seu itinerário, rejeitando a simbologia daquele acontecimento, para encontrar-se com a cruz… Com as suas cruzes… O incenso e a mirra não suplantariam o ouro, pelo o qual o homem se perdeu…

Neste Natal, espero que comemoremos – posto que comemorar é trazer novamente à memória – o verdadeiro espírito daquele nascimento e as circunstâncias que o envolveram. Que nas nossas “adorações” tenhamos a exata dimensão dos atributos, para que o ouro não continue suplantando o incenso e a mirra, porque só assim a humanidade conseguirá aliviar o peso das cruzes, que tanto a oprimem.

Feliz Natal!

Dezembro, 2010

Fernando Guedes

15 Comments

  • Meu Caro amigo e colega Fernando Guedes,
    Como sempre brilhante,
    Agradecemos e retribuimos os votos de Boas Festas.
    Camilo, Silvana e Alexandre.

  • Dr. Fernando,

    Linda mensagem!!
    Aproveito para lhe desejar um Natal cheio de amor e um Prospero Ano Novo, repleto de realizações.

    Abraços,

  • Fernando, mais uma vez vc expressou em palavras o verdadeiro sentido do Natal, o renascimento sem marcas deixadas pela ambição e falta de amor.
    Parabéns!

  • Obrigado. Gostei muito do seu blog. Esta com a sua cara.
    Voce merecia este blog. Parabéns.

    Marcos Nolasco

  • Dr. Fernando!
    Que a luz da estrela de Belém, e a pureza do nascimento do menino Deus traga a seu coração e de sua família muita paz e encantamento para este Natal!!
    Que Jesus Menino nasça verdadeiramente no interior dos homens e que possamos amar mais, perdoar mais, sermos mansos e puros de coração, como Ele nos ensinou.
    Feliz Natal e um Ano Novo de alegrias.
    Abraços e obrigada pela bela reflexão!!
    Telma e família.
    Terezinha Guedes e família.

  • 25 de dezembro.
    Mais uma vez estamos no roldão para comemorar tão desvirtuado fruto de um materialismo avassalador, enxundiado pelo vigor mercadológico. Nisto a mídia encontra um pródigo repasto para açular sua voracidade, em consonância com as permutas de presentes, festas… em que não faltam libações e glutonarias para confraternização de araque em que extrapolam convencionais votos de boas festas.
    Incitam-nos a observar as praças onde se erguem gigantescos pinheiros iluminados. Direcionam-nos aos shoppings para ver a deslumbrante ornamentação, mas de tão deslocados pinheiros, “neve”, trenó, renas e o indefectível Santa Klaus,a caminho até do ostracismo. Nada mais exótico que um clima gélido num país tropical nem presença de figuras espúrias, mesmo num lugar tão complacente.
    Pior ainda, por que está caracterizando o 2 de novembro do 25 de dezembro, em que falta o verdadeiro espírito cristão onde se valorizaria o próprio “dono da festa” .Bons tempos os dos presépios para lembrar a vinda ao mundo daquele que de sua santidade humanizou-se para dar o exemplo do amor.
    Parodiando alguém eu diria : “Não preciso me drogar para ser um gênio. Não preciso ser um gênio para ser realizado. Mas preciso de sorriso para ser feliz.”
    Então, vivenciemos o: ” Não há Natal sem Cristo, nem um Cristo sem Natal’.
    pois tão bem disse você: ” para que o ouro não continue suplantando o incenso e a mirra” .
    Assim sendo
    FELIZ NATAL.

  • SÔBRE A MENSAGEM LIDA NA FORMATURA DE MÉDICOS DA PUC-PARANÁ-2010
    E OUTRAS CONSIDERAÇÕES.
    Vemos aí um discurso a meio caminho entre púlpito e cátedra resultando numa arenga esdrúxula para ambos. Minimizou a função do médico fazendo-a depender exclusivamente de benesses celestiais como se aos próprios esculápios não se lhes fosse conferido por antecipação a prerrogativa de serem meros instrumentos do poder divino, mas com a absoluta obediência às limitações impostas pela oportunidade e pelos valores éticos, legais, morais e cristãos. No Genesis parece que Deus concedeu uma reportagem antecipada, num estranho “ déjà vu”, para este exegeta sem gps que ficou no anonimato por falsa modéstia ou temeridade. Mencionou Jesus como se ele tivesse vindo à terra para dar “shows” de especialidades médicas. São risíveis suas conclusões socialistas e seu PAC (Plano de Aceleração da Conversão). Mas, aquela do desfibrilador merece menção no Guinness, sem demérito para outras.
    Pelo lado religioso, realmente a fé possui um grande poder e estão aí muitos milagres que a Santa Sé tanto hesita em reconhecer. Mas basta uma devoção fervorosa para que a confiança na divindade proporcione conforto, como o bálsamo da resignação, ou valorizando nossas tentativas do “cura-te a ti mesmo”, enquanto aguardamos o desvencilhar desta condição humana. Até a senectude, levada pelo catabolismo natural, possui o doce conforto das reminiscências bem desfrutadas. Quando nada, até um contemplar da natureza, o ver as maravilhas que nos cercam e o extasiar-se com um riso de criança são panaceias.
    Além disso a conformação estoica traz um bom lenitivo frente às nossa vicissitudes, se falham na peleja contínua a graça para atingir um Céu, Valhalha, Nirvana , Paraíso, perfeição ou integração com o Universo — verbere-se e anatematize-se o “nada” materialista.
    Enfim não se chega ao cume do Himalaia à bordo de um Cadillac Fletwood e os louros do Olimpo são conferidos apenas aos que dispenderam árduos esforços. Para se atingir o cosmos, as Columbias, Apollo 1, Challenger e tantas outras partidas de Baikonur pagaram alto preço por uma conquista almejada.
    Para os alagadiços brotam lírios como Irmã Dulce e para os obscuros deserdados brilham estrelas como os Francisco de Assis e Madre Teresa.
    E repetindo Fernando Pessoa ou Francisco Otaviano :
    “ Quem passou pela vida em branca nuvem
    E em plácido leito adormeceu
    ——————————————————-
    Foi um espectro de homem, não foi homem,
    Passou pela vida e não viveu”.
    Ou dizendo como eu mesmo:
    “ É curtindo as mazelas
    de existência bem sofrida
    que se alcança as “passarelas”
    Pois…até de arsênio vive a vida”.
    José Magnavita Menezes

  • Grande Fernando, é sempre uma surpresa boa ler algo seu, sempre nos adiciona cultura e sabedoria. Ficamos, de fato, “preso” as algemas do famigerado ouro, que até hoje faz da humanidade mais “desumana” na busca do ter. “Deus é grande” como todas as crenças assim dizem.
    Aguardo o amigo para um almoço e para uma boa conversa.
    FELIZ NATAL E UM 2011 MUITO FELI.
    Forte abraço.

  • Fernando,
    Muito boa a mensegem. Como sempre!!!
    Abç,

  • Dr Fernando, como sempre você brilha nas suas atitudes, demostrando a sensibilidade e profundezas do ser humano baiano que és…Tê-lo conhecido na caminhada profissional e poder aprender um pouco do muito que sabes é um privilégio para mim…Que seu 2011, seja maravilhoso, cheio de realizações, de alegrias e de muito sucesso…Muita saúde também não pode faltar…Obrigada pela mensagem, pelo carinho e pela lembrança…Forte abraço…Lilian Doris

  • obrigada pela linda mensagem! que você tenha um 2011 brilhante, cheio de paz, amor e realizações. Um grande abraço.

  • Adorei seu Blog, bastante inteligente e criativo, assim como você.
    Um grande abraço.

  • Fernando,

    Que 2011 a felicidade,a prosperidade, o equilíbrio, a fraternidade e o amor o acompanhe sempre.

    Esses são os desejos de seus primos e amigos Silvinho, Vilminha, Guilherme e Gustavo.

  • Caro Fernando.
    Que tenhas um ano com muitos acontecimentos importantes e interessantes.
    Um abraço

  • Olá Sr. Fernando espero que leia apesar do tempo corrido do Natal até nossos dias. Mas como o tempo possivelmente não existe que ro dizer que:

    Todo o dia que fores humilde, será Natal.
    Abraço

Got anything to say? Go ahead and leave a comment!